3 Princípios para Você Ter o Dinheiro que Você Precisa

Durante muito tempo eu carreguei, inconscientemente, crenças muito limitantes sobre o dinheiro.

E como muitas mães ficam martelando a ideia de que não tem dinheiro para começar a empreender eu resolvi abrir o jogo de que eu também pensava assim.

Pior do que isso, eu associava o dinheiro com coisas negativas, como passar a noite em claro trabalhando para garantir o emprego. Eu não via sentido em ganhar ganhar dinheiro fazendo algo que eu amasse, porque trabalho não é hobby. Ganhar dinheiro fazendo algo de bom e ajudando as pessoas não tinha sentido para mim, pois ajudar é fazer caridade e para caridade não se tem dinheiro em troca. Eu associava o dinheiro com materialismo, com falta de tempo para as pequenas grandes coisas da vida. E dizia que eu jamais compraria uma bolsa de marca porque não faria sentido eu ter algo tão luxuoso enquanto outras pessoas passam fome.

Eu estava presa à crenças limitantes que são passadas de geração para geração e muitas delas tem fatores históricos como a escravidão, e religiosos como aquele versículo que diz que “é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no reino do céu” (Mateus 19:24). Mas o que as pessoas não sabem é que por de traz desta passagem o que acontecia naquela época é que os judeus acreditavam que o dinheiro era benção materializada na vida das pessoas e criam que quanto mais ricas as pessoas fossem mais fácil conseguiriam entrar no reino dos céus. O que Jesus quis dizer com esta parábola é que não tem nada a ver a quantidade de dinheiro com entrar ou não no reino dos céus, pois o que vale é o que está no coração das pessoas.

Quando eu comecei a estudar sobre o fluxo da prosperidade eu aprendi três princípios fundamentais que me fizeram mudar o meu ponto de vista. Abaixo eu quero compartilho estes princípios com você para que você também reflita sobre as suas crenças limitantes e sobre o que você está atraindo para a sua vida.

1. O que importa não é o dinheiro mas sim o uso que se faz dele!

O dinheiro não é ruim! A grande questão é o que você faz com o dinheiro. Você concorda comigo que quanto mais dinheiro você tiver você pode ajudar mais pessoas? Então porque não ter mais dinheiro? É lógico que quem quer ajudar pode sim espalhar o amor e ajudar com seu trabalho voluntário, mas as pessoas também precisam de dinheiro para viver.

2. O dinheiro é abundante no Universo. Não há escassez de dinheiro, mas sim de recursos naturais!

A mentalidade de escassez do dinheiro é predominante na nossa sociedade que tem a sensação de que para alguns ganharem outros tem que perder. Inconscientemente nos sentimos culpados pela miséria e dizemos para nós mesmos que não precisamos de muito dinheiro, mas somente do suficiente para sustentar nossa família. É como se a abundância de dinheiro fosse um “mal” na nossa vida. Mas lembre-se que o que importa é o que você faz com o dinheiro e não dinheiro físico em si. E lembre-se que quanto mais dinheiro você tem mais pessoas você pode ajudar.

Muitas pessoas que tem dinheiro se sentem culpadas por causa desta crenças limitantes e a consequência disso é que não sabem administrar corretamente o dinheiro. Ou se afundam entrando em dívidas e situações que levam todo seu dinheiro ou tornam-se avarentos por medo de que vão precisar do dinheiro.

3. Ser próspero é saber dar e receber!

Quando uma amiga se oferece para pagar um café você logo diz “Não, pode deixar que eu pago o meu”. Por favor não faça mais isso, pois com esta atitude você está bloqueando a roda da abundância para você e para a sua amiga.

Há 4 tipos de pessoas:

  • As egoístas, que só gostam de ganhar e quando tem que comprar um presente para alguém o faz por obrigação e procura logo o mais barato.
  • As soberbas, são aquelas que doam, mas sentem dificuldade em receber.
  • As pessoas estéreis, que são aquelas que sentem dificuldade em dar e em receber.
  • E as prósperas, que são aquelas que sabem dar e receber.

No Programa Mamãe de Sucesso eu abordo um pouco mais sobre o fluxo da prosperidade, mas é fundamental que você saiba que para fase-lo girar é preciso saber dar e receber.

É bem provável que as suas crenças com relação ao dinheiro não está deixando o dinheiro chegar até você. Se você acredita naquele ditado que diz que “O Dinheiro não traz Felicidade” e o mentaliza com freqüência o seu cérebro vai te proteger contra o dinheiro, porque o nosso cérebro está sempre tentando nos proteger do que pode nos causar dor.

O que faz com que você não alcance o que deseja é não estar em sintonia com o que você deseja. Na grande maioria das vezes nós pedimos algo para o Universo, mas sintonizamos algo completamente diferente, vibramos a mensagem errada. E aí você vai dizer que a lei da atração não está funcionando para você porque você está pedindo dinheiro e não está recebendo, mas sim ela funciona. Ela atrai aquilo que você sintoniza e não aquilo que você simplesmente pede.

Então eu te convido a refletir sobre o que você está sintonizando com relação ao dinheiro. Quais são as suas crenças limitantes? Qual é o recado que você está passando para o Universo? É de abundância ou de Escassez?

Sim, você deve guardar dinheiro, mas o que você não pode é se prender ao sentimento de “tenho que guardar dinheiro” em todos os momentos da sua vida e ficar mergulhada somente nesta sintonia. Você não deve sair “jogando dinheiro fora” e gastando tudo o que tem, mas você precisa se sentir merecedora e investir algum dinheiro em você, seja para se dar um carinho ou para investir em conhecimento.

Se você acredita que não tem dinheiro para começar a empreender eu te convido a refletir quanto de dinheiro você precisa e te digo mais: O que te falta na verdade é Clareza do que você realmente quer para a sua vida!

No vídeo abaixo eu falo um pouquinho mais sobre as principais dificuldades das mães que querem trabalhar emacia, mas não sabem por onde começar e nunca conseguem se colocar em movimento.

Se este artigo fez sentido para você eu te convido a compartilhado com seus amigos e marcar àquela pessoa que você sabe que precisa ouvir este recado.

Fica com Deus e até o próximo post 🙂

2 Comments

  • Clayci Regina Ribeiro Braz da Silva 18 de março de 2016 at 13:35

    Oi. Im dia, quero muito começar um negocio digital e nao sei como, vc poderia me ajudar? Tvm sou mãe de um menino lindo de quase 5 anos, e no momento estou desempregada e totalmente desanimada!

    Reply
    • Vanessa 18 de março de 2016 at 20:34

      Olá Clayci, há várias formas de começar um negócio digital e é preciso tomar muito cuidado para não entrar em roubada e perder tempo e dinheiro!
      O segredo está no autoconhecimento! O empreendedorismo digital é muito amplo. Tem muita formas de se trabalhar e é imprescindível que você tenha consciência do seu perfil comportamental para você saber qual é a melhor opção para você.
      Porém, de tudo o que eu já estudei até hoje no mercado brasileiro, o melhor conteúdo está neste portal: http://bit.ly/portal-8ps
      Se você está determinada a atuar no mercado digital este é o melhor caminho. Porque lá tem toda a informação que você precisa, enquanto que outros treinamentos são específico para afiliado ou para produtor, ou para facebook, etc. E a maioria deles são muito técnicos e pouco estratégicos. Neste portal (http://bit.ly/portal-8ps) você vai saber sobre mindset, estratégia e técnicas.
      Com certeza você não vai perder dinheiro e você pode fazer um teste, experimentar por um mês e se não gostar você cancela sem multa.
      Mas ainda assim eu recomendo muito que você trabalhe no seu autoconhecimento e na sua mentalidade.
      Cadastre-se na minha lista (na home do blog) e participe dos webinários online e gratuitos que eu farei em breve. Tenho certeza que você vai clarear as suas ideias.
      Fica com Deus e Sucesso!

      Reply

Leave a Comment